I FIVES/NE reuni sindicalistas de todo o Nordeste

O SindForte e o Sindsegur, anfitriões, receberam os companheiros sindicalistas de todo o Nordeste na cidade do Natal/RN, para o 1º FIVES/NE, da Federação Interestadual dos Vigilantes do Nordeste – FIVES, que está sendo realizado no Monza Palace Hotel, na Avenida Salgado Filho.

O encontro conta com a presença dos principais sindicalistas vigilantes do Rio Grande do Norte; do Sindforte o seu presidente, Tertuliano Santiago, toda sua diretoria e vários outros membros se fizeram presentes, o presidente do Sindsegur, Francisco Benedito, José Cassiano de Souza, presidente da Federação Interestadual dos Vigilantes do Nordeste, Dr. Francisco Fragoso e Iran Marcolino, advogado e representante da Confederação Nacional dos Vigilantes – CNTV, respectivamente.

O primeiro dia de debate foram postos à mesa diversos problemas de segurança relativos a vários temas que penalizam a categoria. O presidente do SindForte, Tertuliano Santiago, fez uma radiografia geral das lutas travadas e as que serão levadas aos campos de batalha, pela categoria no estado. Também foram debatidas às convenções coletivas, organização sindical e dentre outros, a participação efetiva da categoria na Copa do Mundo de Futebol – FIFA, que as empresas que vierem a participar do evento passam cumprir e respeitarem os direitos trabalhistas, como a Lei 7.102/83, vestiários para os vigilantes, alimentação e água mineral, vales transportes e salário digno para os trabalhadores que irão trabalhar nas arenas.

Vários dos debatedores falaram da importância e da robustez que este 1º FIVES/NE, tem e terá para o Nordeste e principalmente para o Rio Grande do Norte que esteve sempre na vanguarda, no front numa longa e vitoriosa histórias de batalhas na defesa dos direitos da categoria.

          Hoje,28, os participantes farão visitas aos sindicatos e postos de trabalhos, vendo in loco condições e o tratamento que vem recebendo os vigilantes, aqui do estado. “Este encontro é o primeiro passo para outros debates mais amplos que teremos com outros sindicatos do Nordeste e de todo o país, afinal os interesses são os mesmos se tivermos unidos, alinhandos, uníssonos numa linguagem só, sem dúvidas seremos muito mais fortes, pois a ideologia do capital é para esmagar, escravizar e enfraquecer os sindicatos, e isso não iremos permitir.” Afirmou o presidente do SindForte, Tertuliano Santiago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *