Se a chantagem continuar vigilantes param no Brasil inteiro.

Se a chantagem continuar vigilantes param no Brasil inteiro.

         O sindForte/RN, participou, nesta quinta-feira(3) passada, representado por seu presidente, Tertuliano Santiago, da reunião de diretoria da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV) realizada, em Salvador(BA), onde os vigilantes decidiram partir para a greve caso os empresários e a federação patronal Fenavist continuem atacando o direito da escala 12×36. A CNTV orienta ainda que suas entidades filiadas não negociem qualquer alteração na jornada.

         Po ser tratar de uma jornada exaustiva, a súmula 444 do Tribunal Superior do Trabalho (TST) prevê a possibilidade de se trabalhar 12 horas seguidas e gozar 36 horas de descanso. O acerto precisa ser feito via Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) ou acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e não pode, como os patrões vêm ameaçando fazer, ser extinta por decisão unilateral.

       Também é direto do trabalhador o regime 12×36 receber em dobro os feriados trabalhados, quando isso ocorrer em seu dia de folga.

       O presidente da CNTV, José Boaventura, destacou que a jornada 12×36 é conquista dos vigilantes e que não poder ser retirada, nem utilizada como instrumento de chantagem. “ Direitos não se tira, se amplia! Não vamos cair nas investidas da Fenavist e acreditar que a 12×36 chegou ao fim. Se insistirem na chantagem vamos parar”, avisou.

       Seguindo na mesma linha, Santiago foi incisivo. “Os vigilantes do Rio Grande do Norte estão a postos para lutarem por seus direitos adquiridos e não vão permitir qualquer mudança que venha a prejudicar a categoria. Estamos pronto para uma greve, só depende da federação patronal”, afirmou o presidente do SindForte/RN.

 

Related Posts