SINDFORTE-RN, TRABALHADORES DO TRANSPORTE DE VALORES AINDA SÃO ALVOS CONSTANTES DE ATAQUES A CARRO FORTE NO BRASIL.

Ataques a carro forte ainda é preocupante para os trabalhadores do seguimento de transporte de valores, estatísticas apontam o crescimento a cada ano, onde o crime organizado vem atuando de forma pesada pelo brasil a fora, já registramos três mortes de vigilantes no exercício da atividade no ano de 2019, entre os meses de janeiro, fevereiro, março e abril já registrou-se 20 ataques a carro forte, os estados como SP, BA, RJ, PB, PE, seguem no topo do ranking, vejam os resultados por ano. 2015 com 69 ataques 2016 com 71 ataques, 2017 com 109 ataques, 2018 116 ataques, atualmente 2019 já foram 20 registrados.

DE QUEM É A RESPONSABILIDADE?

Empresas estão jogando a responsabilidade dos sinistros para os trabalhadores, tudo que ocorre nos ataques a carro forte nós somos culpados, isso são os relatos dos trabalhadores que informam, que toda vez que eles passam por situações deste tipo as empresas afastam todos, alegando ser os primeiros suspeitos do próprio ataque, não dar pra acreditar!

DEPRESSÃO PÓS ATAQUE A CARRO FORTE.

Trabalhadores estão adoecendo pelo que estão passando, logo após escaparem com vida dos ataques realizados pelos assaltantes, a sensação de incapacidade é tamanha que esses profissionais ficam noites sem dormir não sabem se vão retornar ao trabalho, sofre pressão das empresas para realizar oitivas e relatórios, ficam enclausurados dentro das dependências das empresas sem saber o que vai acontecer com eles, isso é um pequeno esclarecimento do que passa um trabalhador de carro forte no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *