SINDFORTE-RN, TRAGÉDIA ANUNCIADA ACONTECE

No ano de 2013, a famosa Espanhola Prosegur, fez uma apresentação no site oficial da empresa para todos os clientes que estaria inovando no mercado com a implantação do sistema de injeção de poliuretano expandido Denominado de (SIPE), pois bem, foi feita a aquisição e posteriormente a implantação em todos os veículos especiais de transporte de valores. O problema é que a PORTARIA CGCSP/DF nº 33.731 que autoriza o uso do produto nos CARROS FORTES, só foi publicada em 25 de agosto de 2016, ou seja, a empresa estava atuando de forma IRREGULAR a mais de TRÊS ANOS. Portanto visando todo esse contexto o SINDFORTE-RN identificou que esse tipo de produto é totalmente nocivo para os trabalhadores do seguimento de transporte de valores. Sendo que protocolamos uma denúncia na CCASP-DF, solicitando que fosse revogada essa portaria por intendermos que traria muito risco para a saúde dos trabalhadores que estariam exposto a nocividade do produto constantemente. Posterior a nossa denuncia houve a criação do grupo de trabalho na CCASP-DF, para discuti o tema, porém não tivemos êxito e continuamos assim informando vários acidentes que ocorreram nesse tempo de discussão como fatos ocorridos em uma unidade da Prosegur em Mossoró-RN, em meados de julho de 2017. “Onde Houve um acionamento involuntário onde acorrentou o acidente quase que fatal com terceirizados que estavam dentro da tesouraria Bancaria, pois ao ser percebido pelos seguranças sobre a acidente, foi feito por eles a abertura das travas de arrombamento das portas de acesso que são Inter travadas por outra unidade fora do estado do RN, em seguida foi acionada a SAMU para conduzir os trabalhadores que foram recatados do local do sinistro que estavam passando mal com ânsia de vômito, dores de cabeça cefaleias. Já no estado do Piauí a empresa de transportes de valores Prosegur, teve também um sinistro com princípio de incêndio no ano de 2017 pelo uso do POLIURETANO, uma falha no sistema de segurança da empresa teria provocado uma explosão, ocasionando o desabamento de parte da estrutura do local, onde se constatou que houve vários trabalhadores atingidos e o mais grave uma funcionária que estava gravida sendo a atenção redobrada pelo socorristas do SAMU. Dando sequência aos acionamentos involuntários ou seja, (ERROS DO SISTEMA), não ocorre só nas dependências das empresas e sim também nos BLINDADOS como fato ocorrido aqui no RN, No início da tarde do dia 29 Fevereiro de 2018, na unidade da Prosegur Natal/RN, as viaturas de numeração 1451- 2878 ao se deslocar para suas atividades de rotas foram surpreendidas com o acionamento involuntário do sistema de injetor de poliuretano denominado de SIPE, causando assim o contato direto dos agentes nocivos do produto com os trabalhadores. Vale salientar que as falhas relatadas por este sindicato desde o início da implantação do SIPE, vem se comprovando a cada evento, como também em ataques a carro Forte O SISTEMA É FALHO como em destaque os 09 (nove), ataques a carro forte no ano de 2017, aqui no Estado do Rio Grande do Norte o sistema de injetor de poliuretano denominado como “SIPE”, ao ser acionado tanto de forma remota ou manual, NÃO FUNCIONOU em nenhuma situação de sinistro nas rotas de viagem. Por tanto mostra mais ainda que o produto é INEFICAZ. No dia, 25 de Fevereiro de 2019, a Policia Federal Publicou uma nova Portaria nº 34.383, Autorizando todas as empresas a fazerem a implantação do sistema de injeção de poliuretano nas BASES ,Denominado de Sipe, pois bem mais uma vez fomos contra a decisão da Policia Federal, informando que seria um risco muito grande em autorizar a Portaria desta forma, as entidades de Classe CNTV e SINDFORTE-RN, relataram a PF no setor responsável DELESP, que as empresas só irão tomar providências quando acontecesse algo de pior e assim infelizmente aconteceu. Uma funcionária terceirizada que trabalhava no setor de limpeza da empresa Prosegur, MORREU em decorrência da exposição ao vazamento de Poliuretano ocorrido na unidade da companhia da Barra Funda, zona oeste da capital Paulista. A informação foi confirmada pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, onde a vítima estava internada. Um sistema desenvolvido pela própria empresa para impedir o arrombamento de cofres, que libera um jato de poliuretano — espuma que enrijece em poucos segundos e é muito utilizada como substância de vedação. De acordo com uma nota enviada pela Santa Casa, a paciente que atuava como líder de higiene da empresa, havia desmaiado depois de ter contato com fumaça e líquido liberados no ambiente, Ainda segundo o hospital, houve relatos de que o ODOR ERA FORTE E IRRITATIVO depois do vazamento do produto. O quadro da paciente evoluiu para uma parada cardiorrespiratória e a funcionária precisou ser reanimada por colegas de trabalho até a chegada do SAMU. Depois, ela foi encaminhada para o Pronto-socorro do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo, onde foi internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva e faleceu, na última quarta-feira 1 de maio 2019.
O SINDFORTE-RN, dando continuidade a essa luta enviou um ofício a polícia federal solicitando que fosse mais uma vez revogada a portaria publicada pela polícia federal, pois este sindicato não se cansa de defender qualidade de vida e saúde dos trabalhadores e preza para que agora seja resolvido. Pois esperamos sermos atendidos, para que se possa evitar novas tragédias, a nível de Brasil.

SINDFORTE-RN SEMPRE NA LUTA EM DEFESA DOS TRABALHADORES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *