Assembleia ratifica minuta da convenção

        Na quarta-feira, 25 de fevereiro, foi realizada Assembleia de Ratificação da minuta da CCT – Convenção Coletiva dos Trabalhadores ,onde foi deliberado que o percentual de aumento seja de 15% e não 13%, exatamente como foi aprovado na última Assembleia passada, em 25 de fevereiro de 2015, no auditório do clube de oficiais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, presente na ocasião, o Presidente da CNTV-PS, José Boaventura Santos e senhor Sandro Pimentel, o vereador da cidade do Natal.

       Com mais de 150 associados, aprovada por unanimidade as pautas postas em votação tal qual ratifica-se  o percentual de 13% para 15% por cento na minuta a ser entregue ao sindicato patronal. Foi colocado e enfatizado pelo presidente do SindForte, Tertuliano Santiago, a importância da força motriz que é a união desta categoria em torno de todas as ações da diretoria do sindicato, e assim possibilitando ganhos reais e importantes para os vigilantes do Rio Grande do Norte do SindForte.

      É uma constatação, nos dias atuais tem mais gente empregado nas empresas de transporte de valores do que a um ano atrás, isto se deve aos esforços desta diretoria alinhada aos anseios dos trabalhadores e, numa luta árdua pôs fim ao famigerado banco de horas, proporcionado mais vagas e consequentemente mais empregos.

     Em sua fala Boaventura, presidente da CNTV – Confederação Nacional de Vigilantes, “ E agora,  temos que pensar que além dos bandidos que temos que enfrentar ao sair de casa, temos que saber também, que o inimigo é o patrão que não quer pagar os nossos direitos”, finalizou.

     Nesta próxima quarta-feira, (4), às 10h, o SindForte, faz sua 1ª rodada de negociação salarial na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego – STRE. “ Estamos mais que preparados para esta conversa, esperamos que o setor patronal também esteja e entenda que nós, trabalhadores, só queremos o que é nosso, o que  ganhamos com suor. Vamos para este encontro desarmados, dispostos a negociação limpa e justa, porém, preparados para o que der e vier”, ressaltou Santiago, presidente do SindForte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *