DESCASO COM A SEGURANÇA PRIVADA

Mais uma vez os trabalhadores são vítimas de empresas que só visam o lucro, ontem, 12, por volta das 19:00hs, quando o SINDFORTE estava na sua assembleia de prestação de contas, também estava ocorrendo um assalto com uma guarnição da BRASIFORTE no supermercado NORDESTÃO da Av. Maria Lacerda, onde três companheiros que estavam coletando o dinheiro da lotérica foram surpreendidos por elementos fortemente armados que neutralizaram e encurralaram a guarnição no caminho para o carro forte, graças a DEUS os disparos não chegaram a ceifar as suas vidas más deixam sequelas principalmente no psicológico do trabalhador.

Estamos a mercê da bandidagem aqui no estado que a muito tempo o governador da ´´segurança“, não tem pernas para colocar em prática o que prometeu, os trabalhadores da segurança privada não aguentam mais o descaso ´´BASTA“.

Este governo tem que tomar de exemplo a cidade de João Câmara, onde em uma audiência pública nesta cidade, sugerida pela CIASP( comissão independente para assuntos da segurança privada), ao vereador Amistrong Bezerra e nesta audiência com participações de várias autoridades  estaduais e locais e o vereador Aldo Torquatro autor do projeto de lei que fala que toda empresa que se estabelecesse naquela cidade deveria apresentar a prefeitura um plano de segurança, para que não ocorresse casos iguais ao dos assaltos aos supermercados e assim preservasse a integridade física do vigilante.

O SINDFORTE por sua vez, encontra-se solidário com os vigilantes e suas famílias do ocorrido dando todo o apoio necessário que o trabalhador possa ter.

Precisamos permanecer unidos para combater os capitalistas que só visam os lucros das empresas e não a vida que nós tanto preservamos, é preciso a força da categoria para mudarmos a situação ao nosso favor, temos que fazer valer a nossa força sendo ela nas leis e de fato como sindicato, disse Rômulo Pessoa – Diretor do SINDFORTE.

SEPARADOS SOMOS FRACOS, UNIDOS SOMOS IMBATÍVEIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *